+351 255 534 131

Views:
Filter

Filtrar por preço

Showing 73–96 of 553 results

Terrantez do Pico – António Maçanita

45.00

CONCEITO: Terrantez do Pico é uma casta autóctone e exclusiva das ilhas dos Açores. A última contagem de videiras da casta, fora dos ensaios dos serviços oficiais, era inferior a 100 plantas quando António Maçanita decidiu envolver-se na recuperação desta casta. Hoje está a ser gradualmente replantada que dá esperança. Este vinho demonstra o potencial desta casta única, neste terroir vulcânico “extremo”, num vinho puro, mineral, e salino… na esperança que contamine outros a mantê-la viva.

NOTAS DE PROVA: Amarelo citrino brilhante, nariz intensos florais, com notas de chá, bergamota e iodo. Ataque cheio rico, com toque de iodo e sal.

GASTRONOMIA: Fresco, com boa acidez e alguma untuosidade, e uma grande componente salina. Funciona com peixes grelhados, saladas e mariscos frescos.

Vintage 2019:

93/100 Robert Parker

18,5/20 Revista de Vinhos

 

Vintage 2018:

“Pretígio” Revista Paixão pelo vinho

Vintage 2017:

90/100 Robert Parker

18,5/20 Revista Evasões

 

Solstício Tinto 2012

25.90

Nariz: Um aroma exótico e complexo. As notas elegantes de resinas de pináceas junto com um vegetal balsâmico e sugestões de pimenta, noz moscada e cravinho. A fruta é vermelha, fresca e bem madura.

Boca: Na boca os taninos são verdadeiros corredores de fundo, poderosos, leves muito robustos e saborosos, dão um suporte mágico à fantástica fruta que deixa um longo e arrastado final que lava a boca.

Equinócio Branco 2012

24.45

Equinócio Branco 2012 é um branco suave, calmo e muito elegante

Nariz: Elegantes fumados com algum sílex que se sobrepõe à delicada e bem madura fruta branco.

Boca: Seda pura na boca, corpo médio a cheio, cremoso e amanteigado, bem estruturado, profundamente fino, com um final longo e acolhedor que convida à reflexão.

Herdade de Ceuta Reserva Tinto 2019 Alicante Bouschet

17.50

Herdade de Ceuta  Reserva Tinto apresenta aspeto limpo e cor rubi intensa. Aroma complexo a frutos pretos maduros, chocolate e especiarias. Palato a taninos firmes, complexidade e elegância com um final de boca prolongado e harmonioso.

A Laranja Mecânica

19.00

CONCEITO: Depois da primeira e suave prensagem, as uvas ainda têm 10 a 15% de sumo. Deixámos essas uvas macerar por 7 dias e depois voltámos a prensar e retirámos mais sumo, mais concentrado. Este sumo foi fermentado espontâneamente. O resultado é desconcertante, indisciplinado, disruptivo, perturbador… de uma maneira muito deliciosa. Não é um filme, é um vinho. É a nossa Laranja
Mecânica, pois a vida às vezes aplica uma pressão angustiante que apenas tentamos suportar. Aqui, transferimos a pressão mecânica para as peles, o que é uma maneira de lidar bastante saudável.

NOTAS DE PROVA: Cor laranja mel, nariz muito exuberante, notas de laranja cristalizada, algum marmelo quase toques de vindima tardia. Ataque cheio, super texturado a meio de prova, guloso, mas com muita frescura.

GASTRONOMIA: Ótimo branco para arranque de refeições como uma harmonização clássica de Foie gras, ou uma terrina, um branco muito interessante na transição brancos tintos, pela sua intensidade e concentração.

Vintage 2019:

90/100 Robert Parker

Vintage 2018:

90/100 Robert Parker

17/20 Grandes Escolhas

 

FitaPreta Branco Ancestral 2019

10.99

IDENTIDADE: Fitapreta Branco 2019 é um vinho de origem, um esforço para ressuscitar a velha fórmula dos brancos do Alentejo, utilizando castas típicas da região. Algumas castas como Tamarês (sin. Trincadeira das Pratas) e Alicante Branco (sin. Boal de Alicante) estão reduzidas a poucos hectares. Produzido com intervenção mínima, expressa os aromas e sabores puros do Alentejo.

NOTAS DE PROVA: Cor amarelo citrino, com aroma intenso a citrinos com notas minerais a refrescarem o conjunto. Ataca com bom volume e é rico na retro. Termina com uma frescura impressionante em harmonia com boa fruta. O final é bastante persistente.

GASTRONOMIA: Fresco, com boa acidez e alguma untuosidade, funciona bem com peixes grelhados, saladas e mariscos frescos.

Vintage 2019:

90/100 Robert Parker

Vintage 2018:

90/100 Robert Parker

17/20 Grandes Escolhas

 

FitaPreta Tinto 2019

10.99

IDENTIDADE: Exprimir o Alentejo através de um vinho. Elaborado a partir de castas tipicamente alentejanas, a intervenção enológica é praticamente nula enaltecendo os verdadeiros aromas e sabores da região.

NOTAS DE PROVA: Cor violeta concentrado. Nariz intenso a frutos pretos frescos com notas de erva seca. Ataque cheio, encorpado, rico e guloso com notas de toffee e o final de boca a revelar taninos firmes e redondos.

Vintage 2018:

16,5/20 Grandes Escolhas

 

Touriga Nacional em Rosé

8.50

CONCEITO: A Maçanita Vinhos é um projecto, de dois irmãos e dois enólogos. Vinhos a duas mãos, alguns vinhos, apesar de produzidos em conjunto são as preferências, manias ou visões de cada um dos irmãos. A Touriga Nacional, a nossa casta de excelência apresenta-se aqui em todo o seu esplendor floral e aromático. Uma verdadeira Touriga Nacional! Mas em Rosé!

NOTAS DE PROVA: De cor rosa-claro, com toques de cereja, tem um nariz muito intenso a morango maduro. Na boca surpreende é texturado e fresco.

GASTRONOMIA: Rosé fresco e elegante. Ideal de pratos de peixe, marisco, saladas e pratos de carnes brancas.

 

Vintage 2019:

90/100 Robert Parker

 

Vintage 2017:

90/100 Robert Parker

 

As Olgas Branco

29.00

CONCEITO: Como se de uma pauta se tratasse, interpretar o trabalho de outros, é como pegar numa música que ja foi cantada 1000 vezes. Existem sempre formas diferentes de a cantar. Esta vinha, em zonas com um encepamento ancestral, tem uma combinação delicada de notas, diga-se castas, que resultam num Clássico (vinho consumo) do Douro. Um conjunto de mais de 20 notas, em que Donzelinha Branco, Reconco, Carrega Branco, são algumas das que já ouvimos tocar, diga-se beber.

NOTAS DE PROVA: Amarelo citrino, nariz fresco e mineral com algumas notas de nata. O ataque é denso, rico com boa acidez.

GASTRONOMIA: Harmonizações com pratos de grelha e de forno.

 

Vintage 2018:

90/100 Robert Parker

 

Vintage 2017:

90/100 Robert Parker

 

Vintage 2015:

92/100 Robert Parker

 

As Olgas Tinto

55.90

CONCEITO: Como se de uma pauta se tratasse, interpretar o trabalho de outros, é como pegar numa música que ja foi cantada 1000 vezes. Existem sempre formas diferentes de a cantar. Esta vinha, em zonas com um encepamento ancestral, tem uma combinação delicada de notas, diga-se castas, que resultam num Clássico (vinho consumo) do Douro. Um conjunto de mais de 20 notas, em que Donzelinha tinto, Bastardo e Tinta Carvalha são algumas das que já ouvimos tocar, diga-se beber.

NOTAS DE PROVA: Cor ruby. Nariz fresco onde as notas de barrica pouco se fazem sentir. Ataque elegante com taninos persistentes mas equilibrados. Final de boca longo e texturado.

GASTRONOMIA: Acompanha bem carnes vermelhas condimentadas ou pratos de caça.

 

Vintage 2017:

18/20 Paixão pelo Vinho

 

Vintage 2016:

92/100 Robert Parker

18/20 Revista de Vinhos

 

Vintage 2015:

93+/100 Robert Parker

 

Palpite Reserva Branco 2018

19.99

CONCEITO: Branco madeirizado muito gastronómico resultante de castas tipicamente portuguesas em que cada uma desempenha um papel fundamental: Antão Vaz – tipicidade alentejana, Verdelho – exuberância e fruta exótica, Arinto – acidez.

NOTAS DE PROVA: Cor amarelo citrino, com aroma intenso em que os citrinos estão bem evidenciados com um toque de nata. Na boca o ataque é denso, com acidez bem marcada mas ser ser exagerada. Retro rica no meio de prova. Acaba com bastante frescura e persistência.

GASTRONOMIA: Pela sua componente especiada e anatada combina bem com pratos tanto de peixe como de carnes assadas, e pela sua acidez combina na perfeição com peixe mais simples e marisco.

Vintage 2018:

90/100 Robert Parker

 

Vintage 2017:

91/100 Wine Enthusiast

18/20 Grandes Escolhas

 

Palpite Reserva Tinto 2018

19.99

CONCEITO: Palpite é o que está na alma do enólogo, expressar um equilíbrio entre as uvas, o “Terroir” e a intuição do homem. Em cada vindima, o Palpite é produzido pela selecção dos melhores blocos de vinha e das melhores barricas.

NOTAS DE PROVA: Cor violeta escuro concentrada com aroma concentrado de frutos vermelhos; notas subtis de mentol com fruta madura e taninos redondos. O final de boca é intenso e persistente.

GASTRONOMIA: Servir com pratos de caça ou carnes vermelhas condimentadas.

Vintage 2018:

91/100 Robert Parker

18/20 Paixão pelo Vinho

Vintage 2017:

93/100 Robert Parker

93/100 Wine Enthusiast

18/20 Grandes Escolhas

 

Os Paulistas Chão dos Eremitas 2018

59.00

CONCEITO: Os Paulistas, nome dado aos Eremitas da ordem de São Paulo que faziam há tanto tempo neste local o seu vinho, que se perdeu essa data nas memórias. No entanto a Bula Papal de 1397, isenta “Os Paulistas” de impostos nas suas vinhas, demonstrando a importância deste local. O local é especial e recebe dois riachos que trazem as águas da Serra D’Ossa e que mantêm a água próximo e os solo frescos, não havendo necessidade rega para o bom desenvolvimento das uvas. As uvas, também são de outro tempo, plantadas em 1970, a Tinta Carvalha, o Moreto, o Castelão, o Alfrocheiro e a Trincadeira, demonstram que existiu um outro Alentejo, sem rega e sem castas melhoradoras. Um Alentejo que vale a pena recuperar, é esse o nosso tributo aos Paulistas.

NOTAS DE PROVA: Cor ruby com alguns toques violeta, concentração média. No nariz, muito fruto de bosque vermelho, algum mato. Ataque fresco, boa fruta com notas de romã. Muito fino, longo e com estrutura.

GASTRONOMIA:Um tinto com boa acidez, bom para carnes com alguma gordura, pratos de tacho.

Vintage 2018:

94+/100 Robert Parker

19/20 Revista de Vinhos

 

Pêra Manca Tinto 2011

495.00

Produzido pela primeira vez em 1990, o Pêra Manca rapidamente se tornou um ícone de excelência da qualidade dos vinhos Portugueses e é hoje de certeza, uma das referências máximas da arte vínicola em Portugal.

Revela uma enorme profundidade aromática, sublime na complexidade das notas de ameixa preta, amorosas, cassis, especiarias, vegetal seco, suaves fumados. Luxuoso na boca, com uma frescura que desmente os 15% de álcool, taninos de seda polidos pelo tempo, conjuga personalidade, vigor e elegância. Inimitável.

Pémios:

  • Robert Parker 94/100
  • Wine EWnthusiast 94/100

Quinta da Terrincha Seleção Branco 2017

9.50

Quinta da Terrincha Seleção Branco 2017 apresenta carácter mineral, notas cítricas. É um vinho bem estruturado e volumoso. Final longo potencial de envelhecimento elevado.

Quinta da Terrincha Seleção Tinto 2016

9.50

Quinta da Terrincha Seleção Tinto 2016 apresenta cor rubi fechada. Encorpado, frutos vermelhos, compotas e tostas. Taninos redondos e elegantes. Final longo e agradável.

Quinta da Terrincha Rosé 2019

6.50

Quinta da Terrincha Rosé 2019 apresenta aromas de frutos silvestres (morangos e framboesas). Na boca é macio, muito fresco. Final longo e persistente.

Quinta da Terrincha Lote T15 Tinto 2015

15.00

Quinta da Terrincha Lote T15 Tinto 2015 apresenta cor ruby fechada frutos silvestres, esteva, taninos redondos e elegantes. Final longo e agradável.

Quinta da Terrincha Reserva Branco 2018

12.00

Quinta da Terrincha Reserva Branco 2018 é um vinho proveniente de vinhas com altutide superior a 500m. Carácter mineral. Notas cítricas. Bem estruturado e volumoso. Final longo potencial de envelhecimento elevado.

Acompanha todo o tipo de peixes gordos e mariscos. Temperatura de serviço 14 – 15º C.

Quinta da Terrincha Reserva Tinto 2016

12.00

Quinta da Terrincha Reserva Tinto 2016 é um vinho proveniente de vinhas do Vale da Vilariça e das zonas altas de Muxagata. Cor rubi fechado. Encorpado, sabor a frutos vermelhos, compota e tosta. Taninos redondos e elegantes. Final longo e agradável.

Acompanha bem todo tipo de carnes. Temperatura de serviço 16 – 18 ° C.

Soito Alfrocheiro Reserva Tinto 2017

27.00

Soito Alfrocheiro Reserva Tinto 2017 apresenta-se límpido de cor vermelha forte com laivos grená. Revela aroma profundo e elegante de frutos vermelhos muitomaduros, onde se destacam as notas de ameixa, mirtilo e cereja aliadas a expressões suaves de baunilha fina, especiarias e frutos secos, casados com uma leve fragrância balsâmica e ténue sopro de pinhal. Na boca demonstra destacada complexidade, é redondo e harmonioso, com boa estrutura e equilíbrio de taninos bem integrados, a prometer um bom potencial de envelhecimento. Revela uma persistência longa e um requintado bouquet, evidenciando o carácter do seu terroir e a personalidade da casta.

Soito Jaen Reserva Tinto 2017

27.00

Soito Jaen Reserva Tinto 2017 tem aspecto límpido e cor vermelha grená. Apresenta corpo muito elegante e equilibrado, com taninos aveludados e redondos, com boa expressão de notas balsâmicas e de caruma. Define um requintado recorte sensorial com final longo, fresco e mineral. Deve ser servido à temperatura de 16º a 18º C a acompanhar pratos de estrutura muito equilibrada e elegante ou simplesmente em bom convívio.

Soito Touriga Nacional Reserva Tinto 2015

33.50

Soito Touriga Nacional Reserva Tinto 2015 deve ser servido à temperatura de 16 a 18º C, a acompanhar pratos de grande porte, carne, caça, bacalhau e queijos fortes. Grande capacidade de envelhecimento em garrafa.

Back to Top
Confirmar Idade Tem a idade legal para consumo de bebidas alcoólicas?

Shopping cart

Este site usa cookies para lhe proporcionar a melhor experiência